Jogos de Azar no Rio de Janeiro

Publicado por Renata em 6.November.2019 em Dicas de Cassino

Tendência de crescimento do mercado brasileiro de apostas e regulamentação

Tendência de crescimento do mercado brasileiroDe acordo com dados avançados pela H2 Gambling Capital, empresa líder de consultoria, o mercado total de apostas - online e offline - no Brasil (incluindo apostas de cavalos e apostas esportivas), deverá apresentar um crescimento de 700% entre 2018 e 2024. Estamos falando em um aumento de cerca de US $ 73,9 milhões para US $ 581,4 milhões de ganhos em termos brutos.

Nos próximos anos é esperado que o mercado local de apostas no Brasil passe para uma fase de amadurecimento, após passada a fase atual de regulamentação. A companhia avançou ainda que o mercado total de apostas - online e offline - na América Latina e Caribe (incluindo corridas de cavalos e esportes) aumentará em mais de 66% entre os anos de 2018 e 2024, atingindo quase US$ 2.331 milhões em ganhos brutos. Essa informação é baseada numa análise do mercado dos jogos de azar, bem como nos resultados da pesquisa de marketing, realizada pelos analistas da H2 Gambling Capital.

 

A necessidade de legislação do setor

A América Latina é tida como um dos mercados com maior tendência de subida, gerando previsões de receitas bilionárias num futuro bem próximo. Já nos últimos anos no Brasil a temática da regulamentação vem sendo discutida, estando atualmente em processo de aprovação. Atualmente, as únicas apostas legais no Brasil são em corridas de cavalos, porém o setor dos jogos online continua crescendo a cada dia que passa. A expetativa é que o processo ainda leve algum tempo a ficar concluído, devido à infraestrutura atual e a outros investimentos significativos.

Várias empresas do setor já manifestaram intenção de investir no país, e alguns dos maiores operadores que já se encontram a operar (a partir de outro país) no Brasil, serão forçados a adquirir uma licença caso cá queiram permanecer.

 

O Brasil: passado e futuro

Há mais de 25 anos que os jogos vêm sendo jogados no Brasil, e isso acaba impondo naturalmente a necessidade de legislar e regulamentar essa prática, como uma das formas mais eficazes de controlar o jogo, e também como uma perspetiva de entrada de ganhos para o país.

Mercado de juego brasileoPor agora se aguarda ainda que o governo legisle de forma a atrair operadores, abrindo portas a investimentos de empresas estrangeiras no país. Se estima que existem cerca de 70 países interessados em investir cá, já que o Brasil é o terceiro maior apostador online do mundo. Isso acabaria fortalecendo a presença de apostadores profissionais.

Relembramos que no final de 2018 o governo brasileiro aprovou a Medida Provisória (MP) 846, e posteriormente a Lei 13.756/2018 que autorizava apostas esportivas online no Brasil. Contudo essa legislação ainda deve receber regulamentos de aplicação.

O tema da regulamentação dos jogos de azar gera alguma controvérsia não só em nosso país, como em outros países no mundo em que se pretende regulamentar o jogo, já que existe sempre um risco a correr, sendo que o jogo também é visto como atividade de entretenimento. Por outro lado, uma das maiores vantagens é o fácil acesso das plataformas de apostas devido à internet, que podem ser acessadas de qualquer smartphone ou computador.

No caso particular da América Latina, onde apenas alguns mercados são regulados, a discussão sobre a regulamentação, seus benefícios e ameaças, é um tema que tem vindo cada vez mais a ser discutido. Embora sendo uma região que acolhe vários países, culturas e tradições, uma possível regulamentação poderia beneficiar cada um deles em particular, favorecendo uma união entre todos, protegendo também os usuários, impedindo a criminalidade, e ainda gerando receita tributária para esse lado sul do globo.

No caso particular do Brasil, sendo um país maioritariamente católico, ainda existe muito preconceito em relação ao jogo. Por outro lado também é fato que estamos cada vez mais precisando de criar novas maneiras de obter receita, e gerar algum lucro, daí que o tema da legalização possa ser apontado como uma solução potencial.

Segundo uma pesquisa da Fundação Getúlia Vargas (FGV), encomendada pela Caixa Federal, as apostas esportivas movimentam pelo menos R$ 4 bilhões, mas como os palpites são feitos em mais de 400 sites internacionais, esse número aumenta exponencialmente podendo chegar até R$ 7 bilhões.Desse modo o espaço para crescimento das apostas esportivas no Brasil continua sendo grande.